Desenvolvimento Econômico

Notícias

Desenvolvimento Econômico

Guerra Fiscal leva estado do RJ a perder R$9,2 bi em investimentos em 10 anos

 11/11/2016 - 13:52h - Atualizado em 11/11/2016 - 14:00h

Enquanto os incentivos fiscais estão na berlinda em meio ao agravamento da crise financeira dos estados, o Rio de Janeiro perdeu R$ 9,2 bilhões em investimentos nos últimos 10 anos, devido às condições fiscais mais atraentes fornecidas por outras unidades da Federação.


 Enquanto os incentivos fiscais estão na berlinda em meio ao agravamento da crise financeira dos estados, o Rio de Janeiro perdeu R$ 9,2 bilhões em investimentos nos últimos 10 anos, devido às condições fiscais mais atraentes fornecidas por outras unidades da Federação.

 

Levantamento realizado pela Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin) mostra que as empresas que escolheram outras regiões para instalação, em meio à guerra fiscal em curso no País, gerariam mais de 30 mil empregos.

 

Entre as empresas que chegaram a negociar a vinda para o Rio, mas escolheram outros estados para a instalação de empreendimentos, estão a BMW, Honda, Mercedes, Alpagartas, Hyundai e Foton. Os vencedores, que também ofereceram incentivos fiscais para os investimentos, foram Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás, Paraná e Bahia.

 

O levantamento confirma a importância da concessão de benefícios fiscais para a atração de investimentos no Brasil e o perigo de perda de empregos nas regiões que não oferecem condições competitivas para a instalação de empresas.

 

“A suspensão da política de incentivos é catastrófica para o Estado. É como se estivéssemos em uma guerra usando estilingue enquanto o outro lado usa AR-15”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Marco Capute.

 

Apesar da derrota na luta pela conquista dos empreendimentos citados, o Estado do Rio de Janeiro atraiu nos últimos seis anos, ainda segundo o levantamento da Codin, R$ 19 bilhões de investimentos em 75 novas empresas e na expansão de outras 121 já instaladas em território fluminense. A política de atração e ampliação das empresas foi responsável pela geração de mais de 30 mil empregos no estado no período.




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________