Cultura

Notícias

Lançamento de editais reafirma força do Programa Territórios Culturais RJ / Favela Criativa

 20/09/2016 - 14:36h - Atualizado em 20/09/2016 - 14:50h

Conjunto de dez editais, distribuídos em 16 linhas de ação, vai distribuir R$ 6,5 milhões em recursos; inscrições já estão abertas



Lançamento dos editais 2016 aconteceu no Museu Ciência e Vida, em Duque de Caxias (Foto: Divulgação / SEC)
A Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro (SEC) lançou no sábado passado, 10 de setembro, um conjunto de dez editais, distribuídos em 16 linhas de ação, em parceria com o programa Caminho Melhor Jovem (CMJ), da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (SEELJ), e com a Light, por meio do Programa de Eficiência Energética, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro. Cerca de 80 pessoas participaram do evento, no Museu Ciência e Vida, em Duque de Caxias. A proposta é estender, a 30 municípios do estado, da área de concessão da Light, os resultados alcançados pelo programa Favela Criativa na capital. As inscrições para 14 linhas de ação foram abertas nesta segunda-feira (12/9). Os interessados devem acessar o link http://www.cultura.rj.gov.br/tcfc2016/.

 

 

 

 Lançamento dos editais 2016 aconteceu no Museu Ciência e Vida, em Duque de Caxias (Foto: Divulgação / SEC)

 

Na cerimônia de lançamento, o gerente do Instituto Light e Centro Cultural, Luís Felipe Younes do Amaral, falou da importância do programa Territórios Culturais RJ / Favela Criativa para a empresa, destacando o esforço feito para manter a iniciativa num ano em que diversos projetos foram cancelados devido à crise por que passa o país. "Temos o maior apreço por esse projeto, pela inteligência e o cuidado com que foi construído e, também, por fomentar a cultura onde ela precisa, de fato, ser fomentada. Ele foi mantido pelo entendimento da importância social e cultural que ele tem e pela maneira com que foi desenvolvido", afirmou Younes.

 

 

Em sua fala, o coordenador da Área de Articulação Institucional do Programa Caminho Melhor Jovem, Tiago Gomes, enalteceu a produção cultural dos jovens nas favelas e nas periferias do estado. "A vanguarda da cultura no Rio é produzida por eles há muito tempo. Quando a gente vê o retorno de projetos como esse, percebe que estamos no caminho certo", disse Gomes. A secretária de Cultura do Estado, Eva Doris Rosental, ressaltou que a criatividade e a capacidade da juventude são atributos dessa parcela da população em todo o estado. "O que precisamos fazer é iluminar esses caminhos e dar condições para que essas pessoas possam circular sua produção cada vez mais", afirmou Eva Doris.

 

 

Higor Cerqueira, de 21 anos, que cursa Produção Cultural no Instituto Federal do Rio de Janeiro, na unidade de Nilópolis, e foi prestigiar o lançamento estava empolgado com os editais. "Os olhos da gente brilham, porque abrem-se muitas oportunidades", disse o estudante, morador do 3º distrito de Duque de Caxias e produtor do espetáculo "Que assim seja", um auto da Páscoa que ele levou à histórica Igreja Nossa Senhora do Pilar, erguida em 1720, em Caxias. "Levamos um público de 6 mil pessoas até lá e espero que a gente possa levar ainda mais gente, já que o espetáculo, por ser encenado num local de reconhecido valor como patrimônio histórico, conversa com diversas linhas dos editais", ponderou o estudante, que mantém há seis anos a produtora Umbu Produções. "Ela era informal há quatro anos, mas agora já temos CNPJ, tudo direitinho", contou o estudante, que está de malas prontas para Bragança, em Portugal, onde deverá passar um ano estudando Produções Artísticas. "Quero levar a minha experiência com o produtor teatral e aprender muito por lá, para, na volta, trazer mais conhecimento para o pessoal daqui", planeja ele.

 

 

Ampliado para abrigar a diversidade de territórios, incluindo quilombos, espaços rurais e espaços urbanos como um todo, o programa passou a se chamar Territórios Culturais RJ / Favela Criativa e prevê um investimento de R$ 6,5 milhões, com recursos da Light, oriundos do Programa de Eficiência Energética da Aneel, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro, e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do programa Caminho Melhor Jovem, da SEELJ. Estes recursos serão distribuídos entre mais de 130 projetos, circunscritos aos 31 municípios atendidos pela Light e a 15 favelas em áreas de UPP, atendidas pelo CMJ.
As linhas de ação dos editais serão oferecidas de acordo com os seguintes eixos: Desenvolvimento Territorial: - Cidades Criativas RJ - Cidades Criativas Incubação* - Territórios Culturais em Rede** Formação: - Laboratório de Audiovisual ? Elaboração e execução - Laboratório de Audiovisual ? Produção de curta-metragem - Laboratório de Animação - Laboratório de Aplicativo para Celular - Laboratório de Artes Cênicas - Laboratório Intercâmbios - Laboratório de Produção Cultural - Laboratório de Produção Textual - Laboratório de Mediação de Leitura (área da Light) - Laboratório de Mediação de Leitura (área do CMJ) Fomento: - Agenda Funk RJ - Geração Cultura RJ - Memória e Cidadania *edital irá ao ar até o fim da semana. ** edital irá ao ar no futuro, após a seleção dos contemplados de outros editais, uma vez que a ação pretende reunir os contemplados num evento.
 




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________