Cultura

Notícias

Palácio Laranjeiras: Primeira residência a possuir elevador

 14/07/2016 - 11:40h - Atualizado em 14/07/2016 - 11:45h

Símbolo de riqueza, palacete estava à frente de seu tempo


 Nascido para ser um símbolo de riqueza e luxo, no início do século XX, o Palácio Laranjeiras estava à frente de seu tempo em matéria de projeto de residência. Além de pioneiro na concepção moderna de divisão de espaços para moradia, o palacete foi também a primeira residência a possuir um elevador e disputa com a Fiocruz a condição de ser o primeiro na América Latina.

 

Em 1911, quando ainda não existiam elevadores em prédios comerciais, Eduardo Guinle, que era representante comercial da Otis no Brasil, instalou um desses equipamentos em sua residência, transformando-a em cartão de visitas para os negócios. Joia da belle époque, o elevador em estilo rococó teve as paredes decoradas com motivos florais em bronze vazado e o teto pintado com nuvens, além do monograma EG, do dono da casa.

Visitas guiadas

 

Apesar de funcionar ainda hoje, o equipamento não comporta cadeiras de rodas ou carrinhos de bebê. Nas obras de restauro, patrocinadas pela Petrobras e outras empresas, foi instalado um moderno elevador próximo ao hall de entrada, na ala social, que será usado por pessoas com dificuldades de locomoção durante o programa de visitas guiadas.

 

Além da Petrobras, outras 12 empresas custearam as obras do palácio: Ambev, Bradesco, Bradesco Seguros, Cedae, CSN Energia, Gás Natural Fenosa / CEG Rio, Eletrobras Furnas, Light, MRS Logística, Instituto CCR, EDF Norte Fluminense e Vale.




Encontre em um mesmo espaço serviços públicos facilitando a vida do cidadão e do empresário.

Diário Oficial

  

  

 

PROGRAMAS E AÇÕES

___________________   Participe das redes sociais    _____________________