Notícias

Mais pesquisados:
  • PROCON
  • DETRAN
  • CURSOS
  • IDENTIDADE
  • IPVA
  • PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS


    Governo arrecada 4 toneladas de alimentos para vítimas das chuvas


    A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSDH) realizou, neste fim de semana, ações de prestação de serviços à população e recebeu doações para as vítimas das chuvas que atingiram o estado. Até o momento, foram arrecadadas aproximadamente 4 toneladas de alimentos não perecíveis, beneficiando 878 pessoas. Já foram atendidas 458 famílias nos oito abrigos temporários disponíveis e mais de 5 mil pessoas foram contempladas pelos serviços prestados pelo Estado. 

     

    Em caráter excepcional, a secretária Fabiana Bentes conseguiu viabilizar a antecipação de diárias às equipes deslocadas para outros municípios e apoio logístico de outras pastas para que o auxílio chegasse com a urgência que a tragédia demanda.

     

    - Por orientação do governador Wilson Witzel, foi instaurado um gabinete de crise, facilitando a mobilização e integração de todas as secretarias para agir de maneira mais rápida e efetiva na administração de recursos financeiros e pessoais no apoio aos municípios. Conseguimos dar celeridade à licitação da compra de mil colchonetes, 2 mil cestas básicas e outros itens. Estamos aptos a pagar o aluguel social para quem já reuniu a documentação, que deve sair assim que o decreto for homologado e estamos alinhando com o Governo Federal a possibilidade de adiantamento das parcelas dos beneficiários do Bolsa Família para as famílias atingidas pela chuva. Confiamos que isso deve sair em breve - detalhou a secretária.

     

    Até o momento, foram entregues doações de cestas básicas, água potável, latas de leite, itens de higiene pessoal e limpeza, colchonetes, cobertores e vestuário para os municípios de Magé, Mesquita, São João de Meriti e São Gonçalo. A Fundação para Infância e Adolescência (FIA) continua funcionando entre 8h e 20h como central de recepção e distribuição dos itens doados. Funcionam também como pontos de coleta o RioSolidario, as unidades da Faetec e os quartéis do Corpo de Bombeiros.

     

    Equipes da secretaria atuaram neste sábado (13/4) em conjunto com a assistência social do município do Rio, no atendimento aos afetados na Zona Oeste: Anil, Jardim Maravilha, Santa Cruz e Vargem Pequena. Uma equipe de assistentes sociais e psicólogos segue de plantão desde sexta-feira (12/04), na comunidade da Muzema, no Itanhangá, após o desabamento de duas edificações no local, aumentando para 24 o número de áreas afetadas na cidade. 

     

    Em articulação com os municípios, a pasta tem enviado equipes técnicas de assessoramento para levantar possíveis beneficiários de aluguel social; atendimento especializado de psicólogos e assistentes sociais; identificação de necessidades de doações nas localidades afetadas, assim como o envio das arrecadações para os pontos de apoio. Na capital, são 550 famílias afetadas e 44 desabrigadas.

     

    No levantamento da secretaria, depois da cidade do Rio, o município mais atingido é o de Volta Redonda, com 511 pessoas afetadas, 204 desalojadas e dois abrigos temporários. Em São Gonçalo, foram disponibilizados quatro abrigos temporários para atender 220 pessoas afetadas, cinco famílias desabrigadas e aproximadamente 900 pessoas desalojadas. No município de Barra Mansa, 337 pessoas foram afetadas, 123 estão desalojadas e duas famílias desabrigadas, nas 38 áreas mais atingidas.

     

    O Estado oferece suporte para os trâmites e para gratuidade de sepultamento por meio de uma rede de apoio. A população afetada que precisar de orientação para acessar essa gratuidade deve entrar em contato nos telefones 2334-5540/ 99118-7748.