Notícias

Mais pesquisados:
  • PROCON
  • DETRAN
  • CURSOS
  • IDENTIDADE
  • IPVA
  • PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS
    Divulgação


    CGE RJ, Sefaz e CRC RJ criam Banco de Talentos


    Por Ascom da Controladoria Geral do Estado
     
      

    O controlador-geral do Estado, Bernardo Barbosa, assinou, nesta segunda-feira (9/9), junto com o secretário de Estado de Fazenda, Luiz Claudio Rodrigues de Carvalho, e o presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Rio de Janeiro, Waldir Ladeira, um Termo de Cooperação Técnica para a criação de um Banco de Talentos para profissionais de contabilidade. A proposta prevê que, contadores selecionados através de critérios técnicos estabelecidos pelo CRC RJ, possam ser contratados pela Subsecretaria de Contabilidade Geral do Estado (SubCont), subordinada à Sefaz, para suprir o déficit na área enquanto o Estado não abre novos concursos.
     
    Segundo o controlador-geral do Estado, Bernardo Barbosa, a lei 7.989/18, que criou a CGE RJ, transformou os profissionais de contabilidade em auditores do Estado, mas a demanda na área continuou. Como o Regime de Recuperação Fiscal veda a abertura de novos concursos, o convênio tem como objetivos repor o déficit, garantindo transparência e lisura ao processo de seleção desses profissionais. 

    - Esse projeto mostra que a gente idealiza, luta e concretiza. Estamos assinando hoje um documento que vai oferecer soluções práticas ao Estado, diante de um problema detectado no início da gestão, em janeiro-, avaliou Barbosa.

    Com as contratações, os auditores estaduais que hoje atuam na área de contabilidade vão retornar à CGE RJ.  Ainda não há definição de quantos profissionais serão chamados e, para ter maior precisão quanto à demanda, a CGE RJ vai realizar um censo de seus servidores. Todos os contratados através do Banco de Talentos vão ocupar cargos comissionados de Assessor de Contabilidade nas Unidades de Contabilidade (UTCs) da Subsecretaria de Contabilidade Geral do Estado (SubCont), subordinada à Secretaria de Estado de Fazenda. 

    - A vinda de profissionais gabaritados, escolhidos de forma impessoal pelo CRC RJ, tende a arejar e contribuir com um olhar externo para que o trabalho do Estado seja melhor desenvolvido. Nosso objetivo é trazer não só mão de obra, mas profissionais qualificados -, destacou o secretário de Fazenda.    

    CRC RJ fará seleção 

    O presidente do CRC RJ, Waldir Ladeira, destacou a importância de iniciativa e de ter critérios bem definidos para a seleção dos profissionais. 

    - O Banco de Talentos será composto a partir da Vice-Presidência de Desenvolvimento Profissional, que conta com oferta de cursos de capacitação específicos para a área pública para aperfeiçoar e treinar os contadores que queriam ingressas na atividade governamental. O critério será impessoal -, garantiu.