Notícias

Mais pesquisados:
  • ESTADO
  • RIO
  • RIO
  • GOVERNO
  • DETRAN
  • PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS
    Rogério Santana


    Semana da Saúde acaba nesta quinta, 25: mais de 11 mil atendimentos já foram feitos


    25 de novembro de 2021

     

    Mais de 11 mil atendimentos foram feitos nos dois primeiros dias da Semana da Saúde, evento que termina às 16h desta quinta-feira, dia 25, no Largo da Carioca, no Centro do Rio. O evento é promovido pela Secretaria de Estado de Saúde.

     

    A Semana da Saúde oferece aferição de pressão, testes de glicose, para detecção de Covid-19, rápidos de hepatite B e C, sífilis e HIV, além de exames de alergia e de função pulmonar. No local, também há atendimentos clínicos dermatológicos para avaliação de hanseníase. Homens a partir de 50 anos ou com histórico de câncer de próstata na família podem realizar consulta com urologista e teste de PSA.

     

    Quem passa pelo local também pode ajudar a salvar vidas doando sangue no estande do Hemorio. Nesta quarta-feira, 204 cadastros e 158 bolsas de sangue foram coletadas.

     

    A solidariedade e a capacidade de doação da população fluminense deram o tom do segundo dia da 11ª edição da Semana da Saúde. Na ocasião, chamaram a atenção e emocionaram o público presente o piloto de motocross Gabriel Montenegro, que contou sobre sua recuperação após passar por transplante de fígado, e a Orquestra de Câmara Santa Cruz, com seus jovens instrumentistas.

     

    Cerca de 5,8 mil pessoas foram atendidas gratuitamente nesta quarta, dia 24. A data também foi marcada por palestras educativas do Programa Estadual de Transplantes (PET), com informações sobre como ser um doador de órgãos.

     

    - Estamos muito felizes com a adesão ao evento. Quem ainda não esteve no Largo da Carioca para passar pelos serviços ainda dá tempo - alertou o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

     

    O atleta Gabriel Montenegro causou emoção durante debate promovido sobre as conquistas do Programa Estadual de Transplantes (PET). Ele tinha 23 anos quando sofreu a síndrome rabdomiólise durante uma competição em 2015. A doença é causada pelo excesso de esforço e a complicação pode provocar falência das fibras musculares e dos órgãos. Gabriel fez transplante de fígado de emergência, mas já voltou a competir.

     

    - Vimos muitas pessoas sofrendo, entre a vida e a morte na pandemia. É preciso hoje pensar mais do que nunca no outro, ter empatia. Foi uma família que salvou minha vida, seu ato de doação. Essa conscientização que o PET faz na Semana da Saúde é fundamental – contou o esportista.

     

    A ação é uma parceria entre a SES e TV Band e a BandNews e conta ainda com o apoio das Drogaria Venancio, Hemorio, Medlevensohn, Cruz Vermelha, Brasil Sem Alergia, Grupo Rão, Guaravita, Claro e Águas do Rio.