Notícias

Mais pesquisados:
  • PROCON
  • DETRAN
  • CURSOS
  • IDENTIDADE
  • IPVA
  • PÁGINA INICIAL > IMPRENSA > NOTÍCIAS


    Aluna da rede pública é premiada com viagem aos Estados Unidos


    A jovem Kézia Yasmin Bandeira dos Santos, do Colégio Estadual Professor Murilo Braga, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, está colhendo os frutos de seu trabalho voluntário. Além de promover palestras com o Projeto Viva Bem, em que discute temas relacionados à saúde e mostra como maus hábitos podem ser a porta de entrada para doenças, ela ganhou uma viagem aos Estados Unidos e representará a rede pública estadual de ensino em terras americanas. Kézia embarcou na última quinta-feira (2/5).

     

    Antes da primeira viagem internacional, a aluna contou que aguarda ansiosa e espera poder “ter boas histórias para contar quando voltar”.

     

    – Recebi um cronograma que cita que vamos conhecer duas escolas lá em Washington. Isso me deixou tão empolgada. Saber que vou ter esse contato com as escolas, o ensino, as crianças de lá. Estou bem animada – comentou.

     

    Kézia ganhou a viagem aos Estados Unidos por conquistar o 2º lugar no Prêmio Prudential Espírito Comunitário, que tem como objetivo reconhecer jovens que realizam ações de voluntariado, onde participará da cerimônia internacional Prudential Spirit of Community Awards, em Washington. Para concorrer, ela inscreveu o Projeto Viva Bem. Segundo a aluna, a iniciativa surgiu após perder uma amiga por causa da diabetes. 

     

    – Para não ficar com a dor presa só para mim após a morte da minha colega, decidi compartilhar sua história, com a permissão dos familiares dela, e alertar outros jovens sobre como se alimentar bem – disse Kézia.

     

    O Prêmio Prudential Espírito Comunitário reconhece as iniciativas voluntárias que mudam o mundo. A quarta edição, realizada em 2018, teve recorde de projetos inscritos. O número total foi de 1.076, um aumento de 148% em comparação com o número de inscritos em 2017. Em 2018, o índice de estudantes de escolas públicas foi de 96% e 4% de colégios particulares. Já a adesão feminina é maior, com 67% de participação.

     

    Três vencedores receberam medalhas de ouro, prata e bronze, além de valores de R$ 10 mil, R$ 5 mil e R$ 3,5 mil, respectivamente, que serão doados a uma instituição indicada por eles e nas quais realizaram a ação voluntária.

     

    – É muito bom o envolvimento dos alunos em questões que vão além do conteúdo pedagógico das escolas. Ações voluntárias são bons exemplos disso. No final, o resultado se transforma em benefícios ao próximo e, também, para os estudantes – finalizou o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes.